Reforma de Casa Após Enchente: Um Guia Completo

As enchentes de 2024 no Rio Grande do Sul deixaram muitas casas danificadas, e agora muitos moradores enfrentam o desafio de reformar suas residências. A reforma de uma casa após uma enchente pode ser um processo complicado e estressante, mas com o planejamento certo e as informações adequadas, é possível restaurar seu lar de maneira segura e eficiente. Neste artigo, oferecemos um guia completo para ajudar você a enfrentar essa situação.

Saúde e segurança


Algumas casas podem ser habitadas enquanto os trabalhos de reconstrução e reparação estão em andamento. Outras casas precisarão estar desocupadas, o que permitirá a remoção de materiais danificados, secagem e restauração sem ter que considerar as necessidades de moradia temporária dos proprietários.

Uma casa pode ser habitada quando:

  1. Morar nela não constituir um risco à saúde ou à segurança.
  2. A limpeza inicial de água, lama e detritos for concluída.
  3. A fonte de energia elétrica tiver sido restaurada com segurança.
  4. Todas as fontes de abastecimento de água potável e sistemas de esgoto tiverem sido verificados, reparados (se necessário), testados e declarados seguros para uso.
  5. Pode ser necessária a remoção parcial do revestimento das paredes para permitir que a estrutura seque. A estrutura exposta das paredes deve ser segura, pregos e lascas devem ser removidos, as tomadas elétricas devem estar seguras e toda a fiação elétrica deve estar firmemente presa e certificada por um eletricista antes da ocupação.

Passos Iniciais: Como Limpar a Área Após a Enchente

  • Todos os itens molhados (móveis, roupas de cama, carpetes, roupas, eletrodomésticos, livros, papéis, etc.) devem ser levados para fora para limpeza e secagem quando o tempo permitir, ou descartados.
  • Itens absorventes saturados por água contaminada que não possam ser limpos devem ser descartados. Isso inclui áreas molhadas de gesso, revestimentos de parede, isolamento de fibra de vidro, colchões, móveis de sala, carpetes, etc.
  • Nada deve ser deixado dentro da casa que possa reter umidade e impedir ou retardar o processo de secagem.
  • Remova rodapés, painéis inferiores de armários de cozinha e banheiro para permitir que esses espaços escuros e úmidos sequem.
  • Remover ou reinstalar com segurança placas de interruptores e tomadas elétricas (garantindo que a energia esteja desligada).
  • Use pás e rodos para remover lama e detritos. Em seguida, se houver água limpa suficiente disponível, use uma mangueira com pressão razoável para limpar a lama e a sujeira, começando do topo ou limite superior da inundação e descendo até o piso.
  • Após lavar com mangueira, as superfícies devem ser limpas ou, se necessário, desinfetadas com biocida ou água sanitária diluída para reduzir o risco de infecções trazidas pela enchente.
  • Em casas de madeira, retirar os pregos inferiores na base da tábua permitirá drenar e limpar a parte inferior da parede. Isso também melhorará a ventilação, facilitando o processo de secagem.

Removendo Objetos e Móveis Que Não Podem Ser Aproveitados

  1. Avaliação de Danos Examine todos os móveis e itens da casa. Móveis de madeira maciça podem ser recuperados, mas itens de aglomerado ou MDF provavelmente precisarão ser descartados.
  2. Itens de Valor Sentimental Para objetos que têm valor sentimental, como fotografias e documentos, há serviços especializados em restauração que podem ajudar a recuperá-los.
  3. Roupas e Têxteis Lave roupas e tecidos que foram expostos à água contaminada com água quente e desinfetante. Itens que não podem ser completamente limpos devem ser descartados.

Detectando e Eliminando Mofo

  1. Inspeção Minuciosa O mofo pode começar a crescer em 24-48 horas após a enchente. Inspecione todas as áreas, especialmente locais escuros e úmidos, como porões e armários.
  2. Limpeza de Mofo Utilize uma solução de água sanitária e água (1 parte de água sanitária para 10 partes de água) para limpar superfícies afetadas. Equipamentos de proteção, como luvas e máscaras, são essenciais.
  3. Remoção de Materiais Contaminados Em casos graves, pode ser necessário remover drywall, isolamento e outros materiais porosos que estejam contaminados com mofo.

Obs: O mofo é um enorme risco à saúde e pode gerar esporos que se espalham pelo ar, contaminando outras áreas da sua casa, além de colocar em risco a saúde e o bem-estar da sua família.

Caso encontre uma grande concentração de mofo, é importante contactar profissionais que possam remover os esporos e descontaminar o espaço. Além disso, as águas das enchentes podem conter esgoto ou outras bactérias nocivas. Por esse motivo, tome precauções extras para garantir que tudo esteja livre de bactérias antes de prosseguir com a reforma.

Leia também: Pintura residencial: custos de mão de obra por m² em 2024

Remova superfícies danificadas

A seguir, é importante inspecionar todas as superfícies e retirar aquelas que foram danificadas pela enchente. Se o seu piso tiver sido danificado, ele precisará ser removido completamente junto com o contrapiso, pois é provável que a água tenha penetrado no contrapiso.

Além disso, qualquer drywall ou instalação danificada também precisará ser removida e substituída.É importante deixar todas as superfícies secarem completamente antes de instalar um novo isolamento ou drywall.

Caso você disponha de um medidor de umidade, poderá utilizá-lo para verificar se as superfícies estão suficientemente secas para iniciar a reconstrução. Além disso, uma revisão estrutural pode ser necessária, dependendo da extensão dos danos causados pelas inundações, uma vez que danos aparentemente superficiais podem evoluir para problemas estruturais a longo prazo.

Reformar ou reconstruir após uma enchente

Reconstruir após uma enchente é um processo demorado e deve ser realizado com paciência. A reconstrução dependerá muito do nível de danos, portanto, os passos necessários para reparar sua casa serão específicos para cada situação. Além disso, após a enchente, é importante verificar com as autoridades locais sobre as leis de reconstrução e os alvarás necessários.

Para reformas especializadas, é recomendável contratar um profissional. Mesmo que isso custe mais inicialmente, garantirá a segurança de amigos e familiares a longo prazo.

Orçamento e Planejamento Faça uma estimativa dos custos de reforma utilizando a plataforma do Quanto Custa Reformar. É gratuito ajudará a ter uma visão clara dos gastos com materiais e mão de obra.

Guia rápido para reconstrução de casas após uma enchente

PreocupaçõesSoluções TemporáriasPossíveis Soluções a Longo Prazo
Portas e janelasPara segurança e privacidade, retificação temporária das portas. Conserto temporário de portas e janelas de alumínio.Novas portas internas serão necessárias na maioria dos casos onde foram imersas em água. Substituição de portas e janelas de alumínio danificadas, reutilizando ferragens quando possível.
Revestimentos de paredeSe necessário, remova um lado dos revestimentos de parede para permitir a ventilação. Limpe e desinfete o lado restante. Se ambos os lados forem removidos, pode ser necessária privacidade temporária.Substituição dos revestimentos removidos. Leia o artigo: Como reformar gastando pouco?
Revestimentos de tetoRemova o isolamento molhado do teto e paredes.Substituição do isolamento.
Pisos de cerâmicaLimpeza completa.Pode ser necessário substituir ou re-colar para garantir a integridade a longo prazo. Avaliar caso a caso.
Serviços elétricos e de gásTeste e certificação elétrica. Substituição das tomadas e interruptores afetados. Inspeção e teste de gás.
Cozinha e armários embutidosProvisão de instalação temporária para garantir a preparação segura de alimentos. Limpeza e desinfecção.Instalação de nova cozinha e armários. Se a água não subiu acima dos rodapés, os armários podem não precisar ser substituídos, mas os rodapés devem ser removidos para secagem e substituídos, juntamente com os painéis que tocam o chão. Reutilizar bancadas de pedra e outras duráveis, além de ferragens sempre que possível. Leia o artigo: Quanto Custa Uma Cozinha Planejada? Dicas para Economizar.
FornoTeste de segurança elétrica / verificação por higienista. Desconectar se não for seguro.Substituição se o forno não passar no teste de segurança.
BanheirosManter o vaso sanitário e o piso, garantindo a instalação de revestimentos temporários para privacidade. Limpeza completa.Possível substituição dos azulejos do piso e de qualquer membrana de impermeabilização. Atenção especial à junção parede/piso. Avaliar caso a caso. Leia o artigo: Como reformar um banheiro gastando pouco?
Chuveiros e banheirosLimpeza completa.Possível substituição dos azulejos, dependendo do nível de danos. Reinstalação ou instalação da membrana de impermeabilização conforme o Código de Edificações.
Pia do banheiroDesinfecção, limpeza e tornar utilizável.Reparar ou substituir, conforme o nível da água, reutilizando se possível.
Armários embutidosGuarda-roupas de armazenamento em papelão ou arara de roupas.Instalação de novos armários em MDF.
Pisos de madeiraRemover o piso de madeira se instalado sobre concreto. Secar e ventilar pisos de madeira suspensos.Substituição conforme necessário. Pisos de madeira sobre concreto devem ser substituídos. Pisos suspensos devem ser avaliados caso a caso. Alguns pisos podem ser secos, tratados, lixados e selados.
PinturaTratar o mofo o mais rápido possível.A maioria das casas precisará de repintura interna onde houver danos. Alguns tetos podem necessitar apenas de limpeza e tratamento de mofo. Pintura externa pode ser necessária ou apenas limpeza, dependendo do caso.
RebocoRemover áreas afetadas e substituir. Isso deve ser avaliado caso a caso.
Sistemas de controle de cupinsAs barreiras químicas precisam ser reinstaladas. Barreiras físicas precisam ser verificadas pelos fornecedores e/ou fabricantes de acordo com os requisitos de garantia.
Mofo / higieneProver todas as oportunidades para secagem. Desinfetar e/ou usar água sanitária nas áreas afetadas por mofo, conforme necessário.Garantir que todas as áreas afetadas por mofo sejam devidamente tratadas.
Águas pluviais e esgotoTestar e limpar conforme necessário.
Amianto em produtosIdentificar produtos contendo amianto e descartar de acordo em local apropriado.Garantir tratamento, remoção e descarte adequados.
Chapas de amianto em casas antigasRemover rodapés e guarnições para maximizar a oportunidade de secagem. Tratar bordas com desinfetante abaixo do nível de inundação.Após a secagem, substituir rodapés e guarnições e pintar. NOTA: não lixar chapas de amianto antes de pintar.
Ar-condicionadoTeste e certificação elétrica para permitir o uso.Pode ser necessário substituição ou reparo posterior devido a falhas nos rolamentos.

Separamos também 7 dicas imperdíveis para economizar na sua reforma, esse é um e-book gratuito com dicas preciosas para quem está planejando uma reforma e uma leitura indispensável para quem deseja fazer uma reforma eficiente e econômica. Faça o download aqui!

Reformar uma casa após uma enchente é um grande desafio, mas com as informações corretas e o planejamento adequado, é possível restaurar seu lar de maneira eficiente e segura. O Quanto Custa Reformar está aqui para ajudar você em cada etapa desse processo, oferecendo estimativas precisas e dicas valiosas de forma totalmente gratuita.

Auxílio Reconstrução do Governo: Informações Úteis para os Afetados pelas Enchentes

Para aqueles que sofreram com as enchentes, o Governo Federal está prestando auxílio financeiro através do Auxílio Reconstrução. Cerca de 38 mil famílias confirmaram os dados cadastrados pelas prefeituras e estão prontas para receber o benefício de R$ 5,1 mil. No total, 92.176 famílias foram aprovadas nas duas remessas do auxílio.

Para ser contemplado pelo Auxílio Reconstrução, o beneficiário deve acessar a página do programa, clicar em “Sou cidadão” e fazer login com a conta gov.br. Caso haja erros no cadastro, a prefeitura deve ser informada para correção. Quem já possui conta na Caixa Econômica Federal receberá o crédito automaticamente. Para os demais, o banco abrirá uma conta para acesso via Caixa Tem.

Saque Calamidade: o que é e como conseguir

Os trabalhadores de mais 38 municípios do Rio Grande do Sul afetados pelas enchentes de abril e maio podem solicitar, sem custo, o saque do FGTS na modalidade calamidade. A lista de municípios habilitados e os prazos de solicitação estão disponíveis no site da Caixa Econômica Federal. O saque, limitado a R$ 6.220 por conta, pode ser solicitado via aplicativo FGTS, sem necessidade de ir a uma agência. A habilitação dos novos municípios foi autorizada pela Portaria nº 1.802, e os trabalhadores têm até 90 dias após a publicação da portaria para fazer a solicitação. Mais informações podem ser encontradas no site do FGTS ou pelos telefones de contato da Caixa.

Saldo Bloqueado FGTS: Pessoas que já efetuaram o Saque Calamidade nos últimos 12 meses não estão elegíveis para um novo saque do FGTS neste momento. Para aqueles que escolheram a modalidade de Saque Aniversário, é possível retirar valores do saldo disponível na conta. No entanto, qualquer saldo bloqueado devido à antecipação de Saque Aniversário não poderá ser acessado ou movimentado.

Assine a nossa newsletter

    [mailpoetsignup mailpoetsignup-85 list:3 default:on]

    Artigos Relacionados

    • 15 Inspirações de Banheiro Pequeno para Transformar o Seu Espaço

      Ver mais
    • Portas de Correr: 10 dicas de um especialista para você não errar

      Ver mais
    • 10 Ideias de Banheiros Simples e Bonitos para Inspirar Sua Reforma

      Ver mais

    Olá 👋 Quer saber os custos da sua reforma?

    -

    Wait a moment

    Reformabot
    Offline